terça-feira, 19 de maio de 2009

Sempre Grandes III - Glenn Hoddle

terça-feira, 19 de maio de 2009 6
GLENN HODDLE - "THE MAGIC"

É sem dúvida uma das mais controversas figuras do futebol inglês, Glenn Hoddle de seu nome, foi admirado principalmente das gentes de Londres, principalmente nos arredores de White Hart Lane. Juntou-se aos Spurs com 17 anos, depois de superar algumas lesões nos joelhos, logo nessa idade se estreou na equipa principal num jogo contra o Norwich City, tendo já um passado nas selecções jovens inglesas. Médio-ofensivo, de remate fácil e preciso, de bola para ou corrida, visão de jogo e qualidade de passe como poucos, as bolas sem dúvida gostavam dos seus pés. De 1975 a 1987, ascendeu, confirmou-se e triunfou no mundo do futebol, marcando 88 golos em 377 jogos. Considerado por muitos o mais talentoso jogador inglês da sua geração, foi principalmente na sua selecção que o resto do mundo conheceu o seu valor, vendo-o participar nos mundiais de 1982 e 1986 (sendo um dos jogadores deixados para trás no brilhante golo de Maradona), e nos europeus de 1980 e 1988. Em 1987 decidiu sair da ilha britânica e rumar ao Principado para jogar no clube local, o AS Monaco, onde permaneceu quatro épocas, facturando 27 golos em 69 jogos. Depois desta aventura forasteira decidiu voltar a casa em 1991, para jogar no Swindon Town, acumulando também as funções de treinador, permaneceu duas épocas, salvou o clube da descida à Third Division e subindo na época seguinte à First Division, tendo sido criada nessa mesma época a Premier League. Os seus feitos não ficaram indiferentes, e os dirigentes do Chelsea contrataram-no para a dupla função, decorria agora o ano de 1993. Manteve-se como treinador-jogador até 1995, conseguindo chegar á final de uma FA Cup, e a uma meia-final de uma Taça das Taças. Cumpriu uma última época no Chelsea mas apenas como treinador, quando em 1996 aceitou o convite para ser seleccionador nacional inglês, onde foi encarregado de tornar a selecção nos "leões" (assim ficou conhecida a sua geração de futebolistas ingleses) que outrora tinham sido. Podendo considerar a sua tarefa um sucesso, principalmente pela Mundial'98, onde apenas foram eliminados nos pénaltis pela Argentina (oitavos de final). Foi já em 1999 o ponto negro da sua carreira, ao ser despedido pela federação inglesa ao afirmar que "As pessoas deficientes são assim porque pagam por pecados cometidos em vidas passadas".
Depois deste episódio treinou respectivamente o Southampton, Tottenham e Wolverhampton de onde saiu em 2006, permanecendo até hoje inactivo. Desfrutem agora de alguns grandes momentos do nosso terceiro 'Sempre Grande'.


THE MAGIC...




...HAPPENS

domingo, 17 de maio de 2009

Se eu podia viver sem...

domingo, 17 de maio de 2009 2


by: Luís Franco-Bastos

Sempre Grandes II - John Barnes

JOHN BARNES "THE DIGGER"

John Barnes foi um internacional inglês, extremo esquerdo veloz e fisicamente robusto, destacou-se também pela facilidade em rematar com ambos os pés. Nascido na Jamaica, cedo rumou a Inglaterra, mas só aos 17 anos se estreou no futebol profissional assinando pelo Watford, onde permaneceu seis épocas, onde marcou 65 golos em 233 jogos. Foi em 1987 que deu o grande salto na carreira, rumando a Anfield Road onde se manteve durante uma década (84 golos em 316 jogos), e onde se tornou uma estrela a nível nacional e internacional. Depois já em final de carreira envergou ainda a camisola do Newcastle, Charlton Athletic, e Celtic FC (este último como treinador-jogador). A sua carreira internacional foi marcada pelo facto de ser um jogador mal-amado pelos ingleses, principalmente adeptos de clubes onde não jogava, por questões raciais (ele e Mark Chamberlain foram dos primeiros jogadores negros a serem internacionais ingleses) e mesmo a irregularidade exibicional demonstrada. Hoje em dia é técnico na principal selecção da Jamaica. Recordem agora ou vejam pela primeira vez alguns dos melhores momentos deste 'Sempre Grande'!


Best of John Barnes




O Melhor... (contra o Brasil!)

quarta-feira, 13 de maio de 2009

Sempre Grandes I - Matt Le Tissier

quarta-feira, 13 de maio de 2009 2
Este é o primeiro de vários posts que vão ser aqui publicados, com videos e pequenos resumos de jogadores que nunca poderemos esquecer.

MATT LE TISSIER "LE GOD"

Matt foi um virtuoso jogador inglês dedicadíssimo ao seu Southampton FC, de 1986 a 2002 deliciou os adeptos ingleses e os estrangeiros mais atentos ao futebol da ilha britânica. Era um jogador muitas vezes chamado de "falso lento" porque com o seu jeito desengonçado de correr enganava bem os mais distraídos, passes magistrais e remates de outro mundo saiam-lhe de ambos os pés. Muitas vezes esquecido pelos grandes clubes e pelos seleccionadores ingleses (apenas 8 internacionalizações pela principal selecção inglesa), foi no Southampton que se destacou e nem com as raras aliciações de clubes como o Chelsea, Tottenham Hotspur e AC Milan, ele deixou o seu clube do coração onde marcou 162 golos em 443 jogos, não parecem números muito impressionantes mas tendo em conta que era médio-ofensivo e jogava num clube mediano inglês, é sem dúvida um feito impressionante. Fiquem agora com o vídeo de alguns dos melhores momentos deste grande jogador.

domingo, 10 de maio de 2009

Primeiras previsões!

domingo, 10 de maio de 2009 0
Visto que está tudo decidido, o novo site de apostas 'Betadine' organizou uma conferência para saber quais as expectativas da próxima época.



By: Luís Franco-Bastos
 
◄Design by Pocket, BlogBulk Blogger Templates Blogger Styles